Numa tarde cansada de outono, quando o sol se escondeu no horizonte. Ao ruído infantil de uma fonte, eu me pus a pensar em você. Em você que se sente perdido quando põe seu olhar nas estrelas, e de tanto contá-las e vê-las, já não sabe se crê ou não crê. Eu conheço as milhões de perguntas que você que falou que não crê, e que diz que só crê no que vê, todo dia pergunta pra Deus. Eu conheço as milhões de respostas, que ninguém tem coragem de dar, quando a vida nos vem questionar; Como vê somos todos ateus. Numa tarde tristonha de inverno retornei ao murmúrio da fonte. Não havia mais sol no horizonte, e eu me pus a pensar nos cristãos. Nos cristãos que se sentem tranquilos, quando põe seu olhar nas estrelas. E de tanto contá-las e vê-las, nunca mais põe os olhos no chão. Eu conheço as milhões de respostas, que esta gente que fala que crê, mas não ouve, não pensa e não lê, não responde por medo de Deus. Eu conheço as milhões de perguntas que os cristãos nunca ousam fazer. Pois terão de se comprometer; Como vê somos todos ateus.

O homem é um Universo em Evolução

O homem é um Universo em Evolução

domingo, 25 de dezembro de 2011

Natal, Celebração ao Poder do Deus Dinheiro

 Ninguém pode servir a dois senhores, porque ou odiará a um e amará o outro, ou dedicar-se-á a um e desprezará o outro. Não podeis servir a Deus e ao Dinheiro. (Mateus 6, 24)



 
Guardai-vos de fazer a vossa esmola diante dos homens, para serdes vistos por eles; aliás, não tereis galardão junto de vosso Pai, que está nos céus.

Quando, pois, deres esmola, não faças tocar trombeta diante de ti, como fazem os hipócritas nas sinagogas e nas ruas, para serem glorificados pelos homens. Em verdade vos digo que já receberam o seu galardão.

Mas, quando tu deres esmola, não saiba a tua mão esquerda o que faz a tua direita;

Para que a tua esmola seja dada em secreto; e teu Pai, que vê em secreto, ele mesmo te recompensará publicamente.
Mateus 6:1-4
Guardai-vos de fazer a vossa esmola diante dos homens, para serdes vistos por eles; aliás, não tereis galardão junto de vosso Pai, que está nos céus.

Quando, pois, deres esmola, não faças tocar trombeta diante de ti, como fazem os hipócritas nas sinagogas e nas ruas, para serem glorificados pelos homens. Em verdade vos digo que já receberam o seu galardão.

Mas, quando tu deres esmola, não saiba a tua mão esquerda o que faz a tua direita;

Para que a tua esmola seja dada em secreto; e teu Pai, que vê em secreto, ele mesmo te recompensará publicamente.
Mateus 6:1-4

É bom primeiramente lembrar que ninguém sabe qual foi o dia e o mês do Nascimento de Jesus Cristo. A Igreja Católica escolheu o dia 25 de dezembro como data do nascimento de Jesus e todos aceitaram como verdade. E assim, a grande força econômica e envolvente criou o Grande Império do Comércio e a Celebração ao Poder do Deus Dinheiro neste dia tão esperado do ano.
Muitos Cristãos acreditam que na época de Natal estão comemorando o nascimento de Jesus Cristo, mas na prática,  celebram mesmo o Pode Econômico do Deus Dinheiro. No Natal, a preocupação é como se fartar com um banquete cheio de guloseimas, peru e uma mesa farta de Alimentos e bebidas. O poder da Gula, neste dia é muito grande e o poder das bebidas embriagam os homens até derruba-los ao chão ou faze-los perderem  a razão. Os caríssimos presentes são dados neste dia para alegrar mais os entes queridos, e todos ficam felizes pelo grande consumo que o Deus Dinheiro lhes oferece. A felicidade é geral entre os Ricos e empresários que ganham fortunas nesta época tão festejada. Quase todos saem ganhando muito nesta época, principalmente as igrejas com as tão amadas ofertas e fartos dízimos. Quanto aos pobres, nescessitados e oprimidos, só lhes restam esperar que os Verdadeiros Cristãos se lembrem deles e ter o prazer de ver a grande festa que acontece entre os fiéis servos do Dinheiro. Os Verdadeiros Cristãos se encontram em extinção, mas, para alegria dos nescessitados, aparecem alguns caridosos que lhes oferecem um pouco de sopa e algumas cópias de brinquedos para seus filhos. Quando aparece algum nescessitado pedindo comida ou ajuda aos atuais religiosos, quase sempre ouve o que parece verdade mas não é; Dizem os religiosos: - Não devemos dar o peixe para o nescessitado comer, temos é que ensinar ele a pescar seu próprio peixe, senão, ele fica no costume de só pedir. Mas, quem se oferece para ensinar o nescessitado a pescar seu próprio peixe? Ninguém tem tempo para isso, e quase todos dizem: - Isso é dever do Governo e  não nosso. E assim, o Natal é uma grande tristeza e tambem um dia de grande sofrimento para os miseráveis que apenas assistem o desfrutar dos que estão financeiramente seguros e que são fiéis servos do Poderoso Deus Dinheiro. O frio, a fome e a miséria esmagam os cansados e abandonados pela Sociedade Consumista nesta época. E a grande alegria da Festa de Natal. entre os Orgulhosos Consumistas e entre os Ricos Empresários, provoca uma grande revolta e um desesperado sofrimento entre os esquecidos e oprimidos, que ainda esperam um conforto no amor do Verdadeiro Deus. Assim, com a boca louvamos e adoramos ao verdadeiro Deus, mas, o nosso coração está grandemente empenhado em servir e idolatrar ao Poderoso Deus Dinheiro.



 Não ajunteis tesouros na terra, onde a traça e a ferrugem tudo consomem, e onde os ladrões minam e roubam;

Mas ajuntai tesouros no céu, onde nem a traça nem a ferrugem consomem, e onde os ladrões não minam nem roubam.


Porque onde estiver o vosso tesouro, aí estará também o vosso coração.
(Mateus 6:19-21)



 
       

Nenhum comentário: