Numa tarde cansada de outono, quando o sol se escondeu no horizonte. Ao ruído infantil de uma fonte, eu me pus a pensar em você. Em você que se sente perdido quando põe seu olhar nas estrelas, e de tanto contá-las e vê-las, já não sabe se crê ou não crê. Eu conheço as milhões de perguntas que você que falou que não crê, e que diz que só crê no que vê, todo dia pergunta pra Deus. Eu conheço as milhões de respostas, que ninguém tem coragem de dar, quando a vida nos vem questionar; Como vê somos todos ateus. Numa tarde tristonha de inverno retornei ao murmúrio da fonte. Não havia mais sol no horizonte, e eu me pus a pensar nos cristãos. Nos cristãos que se sentem tranquilos, quando põe seu olhar nas estrelas. E de tanto contá-las e vê-las, nunca mais põe os olhos no chão. Eu conheço as milhões de respostas, que esta gente que fala que crê, mas não ouve, não pensa e não lê, não responde por medo de Deus. Eu conheço as milhões de perguntas que os cristãos nunca ousam fazer. Pois terão de se comprometer; Como vê somos todos ateus.

O homem é um Universo em Evolução

O homem é um Universo em Evolução

terça-feira, 9 de julho de 2013

Brasil, Pátria do Evangelho. Coração do Mundo.







Oração de São 


Francisco


Senhor, fazei-me instrumento da vossa paz
Onde houver ódio, que eu leve o amor
Onde houver ofensa, que eu leve o perdão
Onde houver discórdia, que eu leve a união
Onde houver dúvida, que eu leve a fé
Onde houver erro, que eu leve a verdade
Onde houver desespero, que eu leve a esperança
Onde houver tristeza, que eu leve a alegria
Onde houver trevas, que eu leve a luz.
Ó mestre, fazei que eu procure mais consolar do que ser consolado
Compreender do que ser compreendido
Amar que ser amado
Pois, é dando que se recebe
É perdoando que se é perdoado;
E morrendo que se vive
Para a vida eterna

Chico e Irmão X previram a ascensão do Papa Francisco e a renovação da Igreja?







Chico Xavier e o Papa Francisco - TERIA A MEDIUNIDADE DE CHICO XAVIER PREVISTO A RENOVAÇÃO DA IGREJA DE ROMA ATRAVÉS DO PAPA INSPIRADO POR FRANCISCO DE ASSIS?

Leia abaixo o que a mediunidade de Chico Xavier captou através do querido Humberto de Campos, no livro "Brasil, Coração do Mundo, Pátria do Evangelho" (Editora FEB):

"Além disso, temos de considerar que a Igreja Católica se desviou da sua obra de salvação por um determinismo histórico, que a compeliu a colaborar com a política do mundo, em cujas teias perigosas a sua instituição ficou encarcerada e que, examinada a situação, não é possível desmontar-se a sua máquina de um dia para outro. 

Sabemos, porém, que a sua fase de renovação não está muito distante. Nas suas catedrais confortáveis e solitárias, e nos seus conventos sombrios, novos inspirados da Úmbria1 virão fundar os refúgios amenos da piedade cristã.

* * *

Saiba mais: "Brasil, Coração do Mundo, Pátria do Evangelho" é uma obra mediúnica psicografada pelo médium mineiro Francisco Cândido Xavier, assinada pelo espírito do cronista e jornalista Humberto de Campos. A primeira edição foi publicada no ano de 1938 pela Federação Espírita Brasileira.

Nessa obra, o autor espiritual narra os principais fatos da história do Brasil, tanto no plano material quanto no plano espiritual. 

Revela com riqueza de detalhes os planos das falanges espirituais no desenrolar da história mundial, influenciando os homens encarnados na luz do divino Evangelho deixado por Jesus. 

Nesse livro clássico de Chico Xavier é narrado desde o despertar da Europa para as grandes navegações no século XV até aproclamação da República do Brasil, no final do século XIX.

Pesquisa feita por Nuno Emanuel





Verde e 

Amarelo

Verde e amarelo, verde e amarelo (coro)
Boto fé, não me iludo
Nessa estrada ponho o pé, vou com tudo
Terra firme, livre, tudo o que eu quis do meu país
Onde eu vou vejo a raça
Forte no sorriso da massa
A força desse grito que diz: "É meu país"
Verde e amarelo (coro)
Sou daqui, sei da garra
De quem encara o peso da barra
Vestindo essa camisa feliz do meu país
Tudo bom, tudo belo
Tudo azul e branco, verde e amarelo
Toda a natureza condiz com o meu país
Verde e amarelo, verde e amarelo (coro)
Só quem leva no peito esse amor, esse jeito
Sabe bem o que é ser brasileiro
Sabe o que é:
Verde e amarelo, verde e amarelo (coro) - repete
Bom no pé, deita e rola
Ele é mesmo bom de samba e de bola
Que beleza de mulher que se vê no meu país
É Brasil, é brasuca
Esse cara bom de papo e de cuca
Tiro o meu chapéu, peço bis pro meu país
Verde e amarelo, verde e amarelo (coro)
(solo guitarra)
Verde e amarelo (coro)
Boto fé, não me iludo
Nessa estrada ponho o pé, vou com tudo
Terra firme, tudo o que eu quis é o meu país
É Brasil, é brasuca
Esse cara bom de papo e de cuca
Tiro o meu chapéu, peço bis pro meu país
Verde e amarelo, verde e amarelo (coro)
Verde e amarelo (coro)
É a camisa que eu visto
Verde e amarelo (coro)
Azul e branco também
Verde e amarelo (coro)
É Brasil, é brasuca
Verde e amarelo, verde e amarelo (coro)
Boto fé, não me iludo
Nessa estrada ponho pé, vou com tudo...