Numa tarde cansada de outono, quando o sol se escondeu no horizonte. Ao ruído infantil de uma fonte, eu me pus a pensar em você. Em você que se sente perdido quando põe seu olhar nas estrelas, e de tanto contá-las e vê-las, já não sabe se crê ou não crê. Eu conheço as milhões de perguntas que você que falou que não crê, e que diz que só crê no que vê, todo dia pergunta pra Deus. Eu conheço as milhões de respostas, que ninguém tem coragem de dar, quando a vida nos vem questionar; Como vê somos todos ateus. Numa tarde tristonha de inverno retornei ao murmúrio da fonte. Não havia mais sol no horizonte, e eu me pus a pensar nos cristãos. Nos cristãos que se sentem tranquilos, quando põe seu olhar nas estrelas. E de tanto contá-las e vê-las, nunca mais põe os olhos no chão. Eu conheço as milhões de respostas, que esta gente que fala que crê, mas não ouve, não pensa e não lê, não responde por medo de Deus. Eu conheço as milhões de perguntas que os cristãos nunca ousam fazer. Pois terão de se comprometer; Como vê somos todos ateus.

O homem é um Universo em Evolução

O homem é um Universo em Evolução

sexta-feira, 9 de junho de 2017

A Ciência começa a descobrir Deus

Nova teoria sugere que podemos estar vivendo dentro de uma entidade extraterrestre
Universo alienígena
Imagine isso: a humanidade e tudo o que vemos ao nosso redor, está realmente localizado dentro de uma entidade estrangeira super-avançada. A Scientists propõe uma teoria controversa sugerindo que poderia ser a razão pela qual não encontramos ET ainda. "Talvez o nosso universo seja uma das novas maneiras pelas quais alguma outra civilização super-avançada transcreveu seu mundo", diz um astrofísico americano. A vida estrangeira poderia ser tão avançada que se torna indistinguível da física. De acordo com uma teoria extraordinária proposta por Caleb Scharf, astrofísica e diretora de astrobiologia da Universidade de Columbia, Nova York (EUA), se ainda não encontramos vida alienígena é porque o universo, de fato, é um alienígena. Talvez o universo seja o "cérebro" de uma raça alienígena hiper-estendida; Ele indica em um artigo para o jornal científico Nautilus. Nesse sentido, o astrofísico americano propõe a idéia surpreendente de que uma espécie alienígena se tornou tão avançada que seria indistinguível da física.
Escrevendo para Nautilus , Caleb Scharf indica: "... Presumivelmente, a vida não precisa ser feita de átomos e moléculas, mas pode ser montada a partir de qualquer conjunto de blocos de construção com a necessária complexidade. Se assim for, uma civilização poderia então se transcrever e todo seu domínio físico em novas formas. De fato, talvez nosso universo seja uma das novas formas nas quais alguma outra civilização transcreveu seu mundo ... "No artigo, Scharf enfatiza que apenas cinco por cento do universo é composto pelo material que conhecemos e entendemos, enquanto 27 por cento são considerados "invisíveis" e misteriosos. O cientista também opina que a matéria escura "pode ​​conter uma complexidade real", e talvez seja onde "toda a vida tecnologicamente avançada acaba ou onde a maior parte da vida sempre foi". Scharf elabora sua teoria dizendo: "... Qual a melhor maneira de escapar dos caprichos desagradáveis ​​de explosões de supernova e raios gama do que adotar uma forma que é imune à radiação eletromagnética? Transfira seu mundo para a enorme quantidade de imóveis no lado negro e seja feito com ele ... "Se uma civilização tão avançada existe de fato, e se conseguiu aprender a codificar sistemas vivos, "tudo o que você precisa fazer é construir um sistema de transferência de dados de matéria normal para matéria negra: uma impressora de material escuro 3D", ele elabora No artigo publicado no Nautilus. "... Ou para dar um passo adiante, talvez o comportamento da matéria cósmica normal que atribuímos à matéria escura seja provocado por outra coisa: um estado vivo que manipula a matéria luminosa para seus próprios propósitos", acrescentou Scharf.
"Em outras palavras, a vida pode não ser apenas nas equações. Podem ser as equações ", concluiu Scharf.
Fonte: https://www.ancient-code.com/new-theory-suggests-we-may-be-living-within-an-extraterrestrial-entity/

 "O qual é imagem do Deus invisível, o primogênito de toda a criação; porque Nele foram criadas todas as coisas nos céus e na terra, as visíveis e as invisíveis, sejam tronos, sejam dominações, sejam principados, sejam potestades; tudo foi criado por Ele e para Ele. Ele é antes de todas as coisas, E NELE subsistem todas as coisas". (Cl 1, 16) 
No princípio era o Verbo, e o Verbo estava com Deus, e o Verbo era Deus. Ele estava no princípio com Deus. Todas as coisas foram feitas por ele, e sem ele nada do que foi feito se fez....Estava no mundo, e o mundo foi feito por ele, e o mundo não o conheceu. Veio para o que era seu, e os seus não o receberam.... E o Verbo se fez carne, e habitou entre nós, e vimos a sua glória, como a glória do unigênito do Pai, cheio de graça e de verdade. (João 1:1-14)
Gita - Raul Seixas


  - Eu que já andei pelos quatro cantos do mundo procurando, foi justamente num sonho que Ele me falou:
Às vezes você me pergunta
Por que é que eu sou tão calado,
Não falo de amor quase nada,
Nem fico sorrindo ao teu lado.
Você pensa em mim toda hora.
Me come, me cospe, me deixa.
Talvez você não entenda,
Mas hoje eu vou lhe mostrar.
Eu sou a luz das estrelas;
Eu sou a cor do luar;
Eu sou as coisas da vida;
Eu sou o medo de amar.
Eu sou o medo do fraco;
A força da imaginação;
O blefe do jogador;
Eu sou!... Eu fui!... Eu vou!...
Gita! Gita! Gita!
Gita! Gita!
Eu sou o seu sacrifício;
A placa de contra-mão;
O sangue no olhar do vampiro
E as juras de maldição.
Eu sou a vela que acende;
Eu sou a luz que se apaga;
Eu sou a beira do abismo;
Eu sou o tudo e o nada.
Por que você me pergunta?
Perguntas não vão lhe mostrar
Que eu sou feito da terra,
Do fogo, da água e do ar!
Você me tem todo dia,
Mas não sabe se é bom ou ruim.
Mas saiba que eu estou em você,
Mas você não está em mim.
Das telhas eu sou o telhado;
A pesca do pescador;
A letra "A" tem meu nome;
Dos sonhos eu sou o amor.
Eu sou a dona de casa
Nos pegue pagues do mundo;
Eu sou a mão do carrasco;
Sou raso, largo, profundo.
Gita! Gita! Gita!
Gita! Gita!
Eu sou a mosca da sopa
E o dente do tubarão;
Eu sou os olhos do cego
E a cegueira da visão.
Eu!
Mas eu sou o amargo da língua,
A mãe, o pai e o avô;
O filho que ainda não veio;
O início, o fim e o meio.
O início, o fim e o meio.
Eu sou o início,
O fim e o meio.
Eu sou o início
O fim e o meio.

Nenhum comentário: