Numa tarde cansada de outono, quando o sol se escondeu no horizonte. Ao ruído infantil de uma fonte, eu me pus a pensar em você. Em você que se sente perdido quando põe seu olhar nas estrelas, e de tanto contá-las e vê-las, já não sabe se crê ou não crê. Eu conheço as milhões de perguntas que você que falou que não crê, e que diz que só crê no que vê, todo dia pergunta pra Deus. Eu conheço as milhões de respostas, que ninguém tem coragem de dar, quando a vida nos vem questionar; Como vê somos todos ateus. Numa tarde tristonha de inverno retornei ao murmúrio da fonte. Não havia mais sol no horizonte, e eu me pus a pensar nos cristãos. Nos cristãos que se sentem tranquilos, quando põe seu olhar nas estrelas. E de tanto contá-las e vê-las, nunca mais põe os olhos no chão. Eu conheço as milhões de respostas, que esta gente que fala que crê, mas não ouve, não pensa e não lê, não responde por medo de Deus. Eu conheço as milhões de perguntas que os cristãos nunca ousam fazer. Pois terão de se comprometer; Como vê somos todos ateus.

O homem é um Universo em Evolução

O homem é um Universo em Evolução

segunda-feira, 30 de janeiro de 2017

O Inferno segundo o Espiritismo

O Inferno segundo o Espiritismo
O inferno, segundo a visão do Espiritismo, é um estado de consciência da pessoa que incorre em ações contrárias às estabelecidas pelas Leis morais, as quais estão esculpidas na consciência de cada pessoa.
Uma vez tendo a criatura a sua consciência “ferida”, passa a viver em desajuste mais ou menos significativo de acordo com o grau de gravidade de suas ações infelizes, e se estampam através de desequilíbrios Espiritual, emocional, psicológico ou até mesmo orgânico. Esta situação lhe causa terríveis dissabores.
Uma vez morta, se a criatura não evitou ações infelizes, buscando vivência saudável de acordo com as leis divinas, ela segue para o Plano Espiritual ou incorpóreo. Lá, junta-se a outros espíritos, que trazem conturbações conscienciais semelhantes. Afins, atraem afins.
Os Planos Espirituais de sofrimentos são inumeráveis e, guardam níveis de sofrimentos diferenciados, cujos níveis são estabelecidos pelos tipos de degradação da consciência, resultantes das ações perpetradas por cada criatura.
Portanto o Inferno na visão espírita, como região criada por Deus para sofrimento eterno da criatura e geograficamente constituído, não existe. Se um dia todas estas criaturas sofredoras na erraticidade regenerarem-se, estas regiões deixarão de existir. É como se todos os pacientes de um manicômio terrestre fossem curados; o hospital poderia ser demolido e ceder o seu espaço a um jardim, etc.
Deus não imputa pena eterna a nenhum de seus filhos. Podem Sofrer, enquanto não despertarem para o Bem e se propuserem a trilhar o reto caminho. Um dia mais cedo ou mais tarde Ele, O Criador, na Sua Misericórdia e Amor, concederá à criatura sofredora retorno à carne para continuar o seu aprendizado e aperfeiçoamento.
Estes conceitos são encontrados em O Livro dos Espíritos, editado em Abril de 1857 na sua quarta parte e, no livro O Céu E O Inferno editado em 1865. Ambas obras tendo como codificador (organizador)Doutrina Espírita - Allan Kardec
Esta Noite Eu Queria Que O Mundo Acabasse - Silvinho
Esta noite eu queria que o mundo acabasse. E para o inferno o Senhor me mandasse. Para pagar todos os pecados meus. Esta noite eu queria que o mundo acabasse E para o inferno o Senhor me mandasse. Para pagar todos os pecados meus. Eu fiz sofrer a quem tanto me quis. Fiz de ti meu amor infeliz. Esta noite eu queria morrer. Perdão, quantas vezes tu me perdoaste. Quanto pranto por mim derramaste. Pois o remorso me faz padecer. Esta é a noite da minha agonia E a noite da minha tristeza. Por isso eu quero morrer

segunda-feira, 23 de janeiro de 2017

Fim dos Dias; A Sociedade que se Rebelou contra Deus para Agradar o Mundo


Quando eu era ainda Criança, aprendi que o homem tem: Aparelho Digestivo e Aparelho Reprodutivo. O Aparelho digestivo é formado pela boca, estomago, Intestino delgado e Intestino grosso. o Aparelho Reprodutivo é formado na mulher pela Vagina, trompas, ovários e Útero. A boca que faz parte do Aparelho Digestivo foi feita para o homem comer Alimentos sentindo o seu paladar e em resumo, para alimentar e sustentar o corpo do homem. A comida entra pela boca e o que o corpo do homem não aproveita sai passando pelo Intestino Grosso que tem o seu final conhecido como Ânus (Reto ou Cu); Aí se vê que o Ânus (A saída do Intestino Grosso)  faz parte do Aparelho Digestivo e não do aparelho reprodutivo. O Aparelho Reprodutivo é composto no homem pelos: Testículos e Pênis e na Mulher, Vagina, Útero e Ovários. 
A Vagina e o Pênis são responsáveis pela reprodução através do Sexo. E o Prazer e a Satisfação no Sexo, foram criados pela Natureza para incentivar os homens a se procriarem e se  multiplicarem na Face da Terra. 


Quando  o Homem usa a Boca (Parte do Aparelho digestivo) no lugar dos órgãos reprodutivos (Pênis ou Vagina), ele está indo contra a Natureza. Assim também, quando o Ânus que também faz parte do Aparelho Digestivo é invadido pelo órgão reprodutivo "Pênis",  viola a Lei da Natureza se tornando um Ato Sexual Anti-natural e confusão perante a Natureza. Resumindo: A Boca tem a função de comer alimentos e o Ânus tem a função de jogar fora a comida (Alimento) não aproveitados pelo corpo do homem. Então assim eu penso: - Meu Deus, que confusão.! As Mentes poluídas dos homens transformaram a Natureza das coisas Sagradas.! Agora a Mulher tem três ou mais órgãos sexuais a saber: Vagina, Boca, Ânus...etc. E o Homem semelhantemente tem agora como órgãos sexuais: A Boca, o Pênis e o Ânus.!!! Que confusão, juntaram os Aparelhos Digestivo e o Reprodutivo para ser um Só.!!! Pra mim, isso é Confusão e Abominação, pois, ferem gravemente as Leis da Natureza e a Natureza é a nossa Santa Mãe. Deus tenha misericórdia de nós que ainda não sabemos o que fazemos, a não ser, seguir em nossas loucuras humanas.





2 Timóteo 3


1-Saiba disto: nos últimos dias sobrevirão tempos terríveis.
2 -Os homens serão egoístas, avarentos, presunçosos, arrogantes, blasfemos, desobedientes aos pais, ingratos, ímpios,
3 - sem amor pela família, irreconciliáveis, caluniadores, sem domínio próprio, cruéis, inimigos do bem,
4 - traidores, precipitados, soberbos, mais amantes dos prazeres do que amigos de Deus,
5 - tendo aparência de piedade, mas negando o seu poder. Afaste-se também destes.
6 São estes os que se introduzem pelas casas e conquistam mulherzinhas sobrecarregadas de pecados, as quais se deixam levar por toda espécie de desejos.
7 - Elas estão sempre aprendendo, mas não conseguem nunca de chegar ao conhecimento da verdade.

Romanos 1:27
De igual modo, os homens também abandonaram as relações sexuais naturais com suas mulheres e se inflamaram de desejo sensual uns pelos outros. Deram, então, início a sucessão de atos indecentes, homens com homens, e, por isso, receberam em si mesmos o castigo que a sua perversão requereu.
Levítico 18:22
Não te deitarás com um homem como se deita com uma mulher. Isso é abominável!
Romanos 1:26,27
E, por essa razão, Deus os entregou a paixões vergonhosas. Até suas mulheres trocaram suas relações sexuais naturais por outras, contrárias à natureza. …
Judas 1:7
De maneira semelhante a estes, Sodoma e Gomorra e as cidades circunvizinhas entregaram-se à imoralidade e a todo tipo de depravação sexual. Estando sob o castigo do fogo eterno, essas cidades nos servem de exemplo.
Levítico 20.13
O homem que se deitar com outro homem como se fosse uma mulher, ambos cometeram uma abominação, deverão morrer, e seu sangue cairá sobre eles.

Mosca na Sopa - Raul Seixas
Eu sou a mosca que pousou em sua sopa
Eu sou a mosca que pintou pra lhe abusar
Eu sou a mosca que pousou em sua sopa
Eu sou a mosca que pintou pra lhe abusar
Eu sou a mosca que pousou em sua sopa
Eu sou a mosca que pintou pra lhe abusar
Eu sou a mosca que perturba o seu sono
Eu sou a mosca no seu quarto a zumbizar
Eu sou a mosca que perturba o seu sono
Eu sou a mosca no seu quarto a zumbizar
E não adianta vir me dedetizar
Pois nem o DDT pode assim me exterminar
Porque 'cê mata uma e vem outra em meu lugar
Eu sou a mosca que pousou em sua sopa
Eu sou a mosca que pintou pra lhe abusar
Eu sou a mosca que pousou em sua sopa
Eu sou a mosca que pintou pra lhe abusar

Atenção, eu sou a mosca
A grande mosca
A mosca que perturba o seu sono
Eu sou a mosca no seu quarto
A zum zum zumbizar
Observando e abusando
Olha do outro lado agora
Eu tô sempre junto de você
Água mole em pedra dura
Tanto bate até que fura
Quem, quem é?
A mosca, meu irmão

terça-feira, 17 de janeiro de 2017

A Ressurreição da Carne

Antes de falar sobre a Ressurreição da Carne, é preciso saber o verdadeiro sentido da palavra Ressurreição nas Sagradas Escrituras. A palavra Ressurreição vem do verbo "Ressurgir" ou voltar a Surgir e também do verbo "Suscitar". Vejamos o significado do verbo Suscitar:  
1. Suscitar
Significado de Suscitar 
 Fazer nascer; fazer aparecer; provocar, causar, originar: suscitar polêmicas.
Sugerir, lembrar, trazer ao espírito: suscitar novas idéias.
Farei suscitar no meio de vós, a problemática da idolatria no meio do povo de Belém do Pará.
Agora o significado do verbo Surgir: 
1. Surgir
Significado de Surgir 
v.i. Aparecer, elevando-se; despontar; emergir: uma vela surge no horizonte.
Nascer, brotar, crescer, erguer-se: surgem plantas de toda espécie.
Vir, chegar: surgiu a hora.
Aparecer de repente, sobrevir: surgiram novas dificuldades.
Ocorrer, lembrar: surgiu à mente nova idéia.
Se a poesia não surgir tão naturalmente como as folhas de uma árvore, é melhor que não surja mesmo.
-- John Keats
Agora saberemos de onde se originou a palavra "Ressurreição": 
Verbo Ressurgir
1. transitivo direto, transitivo indireto e intransitivo
surgir ou fazer surgir novamente; ressuscitar, reviver, renascer. 2.
intransitivo
manifestar-se de novo
, reaparecer.
"durante a viagem, uma alegria ressurgiu"
Não há Dúvidas que Ressurreição não é Reencarnação; sendo assim, passarei a comentar sobre a "Ressurreição da Carne.
A Ressurreição da Carne
Quando alguém morre, o Espírito sai do corpo e dizemos que o corpo já não tem mais Vida. Porém, quando este alguém Ressuscita, o Espírito volta ao Corpo, a vida surge novamente; Dizemos então que o Espírito Ressurgiu no mesmo corpo. Quando um homem morre e seu Espírito não volta mais ao corpo, porém, ele surge como Espírito materializado, também é considerado como uma Ressurreição (Pois, o Espírito voltou a Surgir mesmo sem o Corpo Carnal, mas surgiu com a Alma que é o Corpo do Espírito). Na Doutrina Espírita, já é conhecido que muitos Espíritos ainda inferiores, tem o poder de se materializarem com a mesma aparência e com as mesmas vestimentas que usavam antes da morte carnal. Esses Espíritos usam os Fluídos Universais para se materializarem, conseguem também materializar muitas coisas que antes usavam quando estavam na carne. Tais materializações só duram pouco tempo, e assim eles conseguem contatos diretos com os homens como se ainda estivessem vivos (na carne). Existem muitos relatos sobre Aparições Reais a muita gente ao mesmo tempo como se fosse uma pessoa viva e não apenas um Espírito. O Perispírito (Alma ou corpo do Espírito) é formado por Energias que conseguem captar os Fluídos Universais para se manifestarem ou se materializarem. Devemos lembrar aqui que toda Matéria é Energia condensada, e assim como a água que se encontra em três formas que são: Líquido, sólido e gasoso, assim também as Energias podem ser encontradas como matéria que é o estado sólido, ou apenas Energias em vários graus de semi-matéria. Se Espíritos inferiores conseguem fazer surgir novos corpos idênticos aos reais ou se materializarem, porque não acreditar que o Deus de toda a Criação possa fazer Surgir ou Ressurgir corpos materializados com os Fluídos Universais.? Deste modo, quando o corpo de um homem que está morto se encontra deteriorado ou mesmo podre e com mal cheiro, Deus pode restaurar tal corpo fazendo com que a deterioração e o mal cheiro desapareça por completo e que o mesmo Espírito possa novamente habitar esse mesmo corpo. Como explicar as curas dos Leprosos feitas por Jesus Cristo? pois, as suas carnes se encontravam deterioradas e com mal cheiro. A Ressurreição de Lázaro, irmão de Marta e de Maria, foi uma grande revelação sobre a Ressurreição da Carne. Pois, Lázaro já havia falecido a três dias antes de Jesus ressuscita-lo. Sua carne já estava muito deteriorada, provocando um forte mal cheiro, e para suas irmãs e conhecidos, não era mais possível uma Ressurreição. Porém. Cristo o Ressuscitou e todo o seu corpo foi restaurado como que nunca tivesse deteriorado. A Ressurreição de Lázaro foi uma grande esperança para a Fé na Ressurreição da Carne, pois, Cristo promete ressuscitar a muitos que já morreram, no dia da sua volta. Porém, como Cristo curou a muitos aleijados, cegos e a todo tipo de defeitos carnais nos homens de seu tempo. acredito que a Ressurreição do Último Dia será com corpos livres de defeitos carnais para os justos e os mesmos corpos defeituosos para os injustos. pois, os Mansos herdarão a Terra. Deus pode trazer dos mortos a todos, tanto através da Ressurreição ou através da Reencarnação, pois, para Deus não existem mortos, todos estão vivos diante de sua presença. Muitos despertarão na Terra para habitarem no Reino dos Céus, tendo seus corpos Espiritualizados e muitos despertarão na carne para habitarem a Terra que foi prometida como Herança aos Justos e Mansos. Quem não crê na Ressurreição da Carne, não crê nos Milagres feitos por Jesus Cristo, e nem mesmo na ressurreição de Lázaro, amigo de Jesus e irmão de Marta e Maria. Também não crê nos grandes feitos de Deus aos antigos dos tempos de Moisés. E colocam em dúvida o Grande Poder de Deus, sobre a Criação. Porém, nos últimos dias, somente Deus pode saber se muitos Mortos serão Ressuscitados na mesma Carne  ou não; ou se muitos voltarão a Vida através da Reencarnação. Muitos homens que ainda se encontram vivos aqui na Terra, serão transformados ou em outras palavras "Espiritualizados" (Quando a Matéria condensada volta a ser Energia). 
Cristo promete que quando ele vier, muitos não provarão a morte, e sim transformados, de corpo material para corpo espiritual. O Corpo carnal sofre a Corrupção e se deteriora, mas o Corpo Espiritual é apenas Energia. Por isso, que muitos não provarão a Morte para entrar no Reino dos Céus.

E agora digo isto, irmãos: que a carne e o sangue não podem herdar o reino de Deus, nem a corrupção herdar a incorrupção.
Eis aqui vos digo um mistério: Na verdade, nem todos dormiremos, mas todos seremos transformados;
Num momento, num abrir e fechar de olhos, ante a última trombeta; porque a trombeta soará, e os mortos ressuscitarão incorruptíveis, e nós seremos transformados.
1 Coríntios 15:50-52

E, interrogado pelos fariseus sobre quando havia de vir o reino de Deus, respondeu-lhes, e disse: O reino de Deus não vem com aparência exterior.
Nem dirão: Ei-lo aqui, ou: Ei-lo ali; porque eis que o reino de Deus está entre vós.
Lucas 17:20,21
O Povo de Deus
Padre Zezinho
O povo de Deus no deserto andava
Mas à sua frente Alguém caminhava
O povo de Deus era rico de nada
Só tinha a esperança e o pó da estrada
Também sou teu povo, Senhor
E estou nessa estrada
Somente a Tua graça me basta e mais nada
O povo de Deus também vacilava
Às vezes custava a crer no amor
O povo de Deus, chorando, rezava
Pedia perdão e recomeçava
Também sou teu povo Senhor
E estou nessa estrada
Perdoa se às vezes não creio em mais nada
O povo de Deus também teve fome
E Tu lhe mandaste o pão lá do céu
O povo de Deus, cantado deu graças
Louvou Teu amor, Teu amor que não passa
Também sou teu povo Senhor
E estou nessa estrada
Tu és alimento na longa jornada
O povo de Deus ao longe avistou
A terra querida que o amor preparou
O povo de Deus corria e cantava
E nos seus louvores Teu poder proclamava
Também sou teu povo Senhor
E estou nessa estrada,
Cada dia mais perto da terra esperada

segunda-feira, 16 de janeiro de 2017

Ela não está morta, apenas dorme

E agora digo isto, irmãos: que a carne e o sangue não podem herdar o reino de Deus, nem a corrupção herdar a incorrupção.
Eis aqui vos digo um mistério: Na verdade, nem todos dormiremos, mas todos seremos transformados;
Num momento, num abrir e fechar de olhos, ante a última trombeta; porque a trombeta soará, e os mortos ressuscitarão incorruptíveis, e nós seremos transformados.
1 Coríntios 15:50-52

Mateus 9
…23 - Quando Jesus chegou à casa do dirigente da sinagoga e viu os flautistas fúnebres e a multidão em alvoroço, ordenou: 24“Retirai-vos daqui! Esta menina não está morta, mas adormecida”. E todos zombavam dele. 25 - Assim que a multidão foi retirada, Jesus entrou, tomou a menina pela mão e ela se levantou. …
João 11
…12 - Então seus discípulos lhe disseram: “Senhor, se ele está dormindo, vai ficar melhor.” 13 - Entretanto, Jesus lhes havia falado da morte de Lázaro; mas os discípulos pensaram que Jesus estivesse se referindo ao repouso do sono. 14 - Ao que Jesus lhes disse claramente: “Lázaro morreu; …
I Pedro 3:18-20
“Porque também Cristo morreu uma só vez pelos pecados, o justo pelos injustos, para levar-nos a Deus; sendo, na verdade, morto na carne, mas vivificado no espírito; no qual também foi, e pregou aos espíritos em prisão; os quais noutro tempo foram rebeldes, quando a longanimidade de Deus esperava, nos dias de Noé, enquanto se preparava a arca; na qual poucas, isto é, oito almas se salvaram através da água.”

Resumo: Nas sagradas Escrituras, inclusive nas palavras de Cristo, fica claro que os mortos são indicados como  pessoas que apenas dormem. Porém, nas Prisões dos Espíritos, Pedro relata que eles estão vivos. O corpo dorme na morte, mas o Espírito vive aguardando seu julgamento. Há Juízos contínuos e também haverá o Juízo Final, que significa ser o Último Juízo sobre tal Espírito. Quem está morto para nós, aos olhos de Deus, apenas dorme, então se vê uma Ressurreição quando o Espírito volta ao mesmo Corpo. Mas, quando aquele que está Morto (dormindo) não é Ressuscitado, o Espírito espera a sua volta através de outro Corpo (Reencarnação), Sobre o Reino dos Céus, é claro que nem a carne nem o sangue entra, pois, se trata de uma Dimensão Espiritual aqui mesmo na Terra:

E, interrogado pelos fariseus sobre quando havia de vir o reino de Deus, respondeu-lhes, e disse: O reino de Deus não vem com aparência exterior.
Nem dirão: Ei-lo aqui, ou: Ei-lo ali; porque eis que o reino de Deus está entre vós.
Lucas 17:20,21


Lucas 17:20,21. Porém, Cristo promete que quando ele vier, muitos não provarão a morte, e sim transformados, de corpo material para corpo espiritual. O Corpo carnal sofre a Corrupção e se deteriora, mas o Corpo Espiritual é apenas Energia, por isso, que muitos não provarão a Morte para entrar no Reino dos Céus.

Diálogo entre Krishna e Arjuna

As Manifestações Esplendorosas de Deus
Pérola 56. (versos 19 a 42)
19. A Suprema Personalidade de Deus disse: Sim, Eu te falarei sobre Minhas manifestações esplendorosas, mas só sobre aquelas que são preeminentes, ó Arjuna, pois Minha opulência é ilimitada. 20. Eu sou a Superalma, ó Arjuna, situado nos corações de todas as entidades vivas. Eu sou o princípio, o meio e o fim de todos os seres. 21. Entre os Adityas, sou Vishnu; entre as luzes, sou o Sol radiante; entre os Maruts, sou Marici; e entre as estrelas, sou a Lua. 22. Dos Vedas, sou o Sama Veda; dos semideuses, sou Indra, o rei dos céus; dos sentidos, sou a mente; e nos seres vivos, sou a força viva (consciência). 23. De todos os Rudras, sou o Senhor Shiva; dos Yakshas e Rakshasas, sou o senhor da riqueza (Kuvera); dos Vasus, sou o fogo (Agni); e das montanhas, sou Meru. 24. Dos sacerdotes, ó Arjuna, fica sabendo que sou o principal, Brihaspati. Dos generais, sou Kartikeya, e dos corpos de água, sou o oceano. 25. Dos grandes sábios, sou Bhrigu; das vibrações, sou o om transcendental. Dos sacrifícios, sou o cantar dos santos nomes (japa), e dos objetos inertes, sou os Himalaias. 26. De todas as árvores, sou a figueira-da-bengala; e dos sábios entre os semideuses, sou Narada. Dos Gandharvas, sou Citraratha, e entre os seres perfeitos, sou o sábio Kapila. 27. Dos cavalos, fica sabendo que sou Ucchaishrava, produzido durante a batedura do oceano quando se queria obter néctar. Dos elefantes imponentes, sou Airavata; e entre os homens, sou o monarca. 28. Das armas sou o raio; entre as vacas sou a surabhi. Das causas que fomentam a procriação, sou Kandarpa, o deus do amor, e das serpentes, sou Vasuki. 29. Das Nagas de muitos capelos, sou Ananta, e entre os seres aquáticos, sou o semideus Varuna. Dos ancestrais que partiram sou Aryama, e entre aqueles que impõem a lei, sou Yama, o senhor da morte. 30. Entre os demônios Daityas, sou o devotado Prahlada; entre os subjugadores, sou o tempo; entre os animais selvagens, sou o leão; e entre as aves, sou Garuda. 31. Dos purificadores, sou o vento; dos manejadores de armas, sou Rama; dos peixes, sou o tubarão; e dos rios que correm, sou o Ganges. 32. De todas as criações, sou o começo, o fim e também o meio, ó Arjuna. De todas as ciências, sou a ciência espiritual do eu, e entre os lógicos, sou a verdade conclusiva. 33. Das letras, sou a letra A, e entre as palavras compostas, sou o composto dual. Sou também o tempo inexaurível, e dos criadores, sou Brahma. 34. Eu sou a morte que tudo devora e sou o princípio encarregado de gerar tudo o que vai existir. Entre as mulheres, sou a fama, a fortuna, a linguagem afável, a memória, a inteligência, a firmeza e a paciência. 35. Dos hinos do Sama Veda, sou o Brihat-sama, e da poesia, sou o Gayatri. Dos meses, sou margasirsha (novembro-dezembro), e das estações, sou a primavera florida. 36. Sou também a jogatina em que se fazem trapaças, e do esplêndido, sou o esplendor. Eu sou a vitória, a aventura e a força dos fortes. 37. Dos descendentes de Vrishni, sou Vasudeva, e dos Pandavas, sou Arjuna. Dos sábios, sou Vyasa, e entre os grandes pensadores, sou Usana. 38. Dentre todos os meios que reprimem a ilegalidade, sou o castigo, e daqueles processos que visam à vitória, sou a moralidade. Das coisas secretas, sou o silêncio, e dos sábios, sou a sabedoria. 39. Ademais, ó Arjuna, sou a semente geradora de todas as existências. Não existe ser algum – móvel ou inerte – que possa existir sem Mim. 40. Ó poderoso vencedor dos inimigos, Minhas manifestações divinas nunca chegam ao fim. O que te disse é apenas um mero indício de Minhas opulências infinitas. 41. Fica sabendo que todas as criações opulentas, belas e gloriosas emanam de uma mera centelha do Meu esplendor. 42. Mas qual a necessidade, Arjuna, de todo esse conhecimento minucioso? Com um simples fragmento de Mim mesmo, Eu penetro e sustento todo este Universo.
O corpo material da entidade viva só pode existir devido à presença da alma, uma centelha espiritual do Senhor. Do mesmo modo, a manifestação cósmica existe unicamente porque a Alma Suprema está presente através de Sua expansão Paramatma. Por isso, aqui o Senhor Krishna começa a informar a Arjuna que Ele é a alma da manifestação cósmica inteira. Tudo o que existe tem sua causa e esta causa é Krishna, a causa original de tudo. Sem a energia dEle nada pode existir e tudo o que existe, seja material ou espiritual, não passa de uma pequena partícula da opulência do Senhor. Além disso, qualquer coisa que manifeste extraordinária opulência deve ser considerada como um fragmento da opulência de Krishna. Portanto, Arjuna queria ouvir diretamente do Senhor como Ele está simultaneamente presente e não-presente nesta criação. Por esse motivo, o Senhor concorda em descrever uma minúscula parcela de Suas opulências. Os devotos puros do Senhor, como Arjuna, querem conhecê-lO ao máximo, mas, ao mesmo tempo, eles sabem que não serão capazes de conhecê-lO por completo em nenhuma fase da vida. Exatamente como uma pássaro que voa no céu tanto quanto permite sua capacidade, os devotos compreendem as grandezas e opulências de Krishna de acordo com suas respectivas capacidades. Portanto, eles sentem grande prazer ao comentarem sobre as opulências do Senhor e desejam ouvi-las e discuti-las vinte e quatro horas por dia.
Porque Nele foram criadas todas as coisas que há nos céus e na terra, visíveis e invisíveis, sejam tronos, sejam dominações, sejam principados, sejam potestades. Tudo foi criado por Ele e para Ele.
E ele é antes de todas as coisas, e todas as coisas subsistem por ele.
(Colossenses 1: 16 -17)

Gita

Raul Seixas
- Eu que já andei pelos quatro cantos do mundo procurando, foi justamente num sonho que Ele me falou:
Às vezes você me pergunta
Por que é que eu sou tão calado,
Não falo de amor quase nada,
Nem fico sorrindo ao teu lado.
Você pensa em mim toda hora.
Me come, me cospe, me deixa.
Talvez você não entenda,
Mas hoje eu vou lhe mostrar.
Eu sou a luz das estrelas;
Eu sou a cor do luar;
Eu sou as coisas da vida;
Eu sou o medo de amar.
Eu sou o medo do fraco;
A força da imaginação;
O blefe do jogador;
Eu sou!... Eu fui!... Eu vou!...
Gita! Gita! Gita!
Gita! Gita!
Eu sou o seu sacrifício;
A placa de contra-mão;
O sangue no olhar do vampiro
E as juras de maldição.
Eu sou a vela que acende;
Eu sou a luz que se apaga;
Eu sou a beira do abismo;
Eu sou o tudo e o nada.
Por que você me pergunta?
Perguntas não vão lhe mostrar
Que eu sou feito da terra,
Do fogo, da água e do ar!
Você me tem todo dia,
Mas não sabe se é bom ou ruim.
Mas saiba que eu estou em você,
Mas você não está em mim.
Das telhas eu sou o telhado;
A pesca do pescador;
A letra "A" tem meu nome;
Dos sonhos eu sou o amor.
Eu sou a dona de casa
Nos pegue pagues do mundo;
Eu sou a mão do carrasco;
Sou raso, largo, profundo.
Gita! Gita! Gita!
Gita! Gita!
Eu sou a mosca da sopa
E o dente do tubarão;
Eu sou os olhos do cego
E a cegueira da visão.
Eu!
Mas eu sou o amargo da língua,
A mãe, o pai e o avô;
O filho que ainda não veio;
O início, o fim e o meio.
O início, o fim e o meio.
Eu sou o início,
O fim e o meio.
Eu sou o início
O fim e o meio.

segunda-feira, 9 de janeiro de 2017

Visões - Adão e Eva, os Pais da Humanidade

 "Vocês me ouviram dizer: Vou, mas volto para vocês. Se vocês me amassem, ficariam contentes porque vou para o Pai, pois o Pai é maior do que eu. (João 14, 28)

Naquele dia conhecereis que estou em meu Pai, e vós em mim, e eu em vós. (João 14, 20)

Ponderando sobre a Criação de Adão e Eva, fui arrebatado a uma Visão, e na Visão, uma Revelação. No Princípio era uma imensa Energia Pura preenchendo todo o vazio, e a Energia Pura se individualizou como Ser Pensante, sendo depois conhecida como o Espírito de Deus. E o Espírito de si mesmo gerou uma Poderosa Energia que também se individualizou como Ser Pensante e veio a ser conhecida como o Verbo, corpo de Deus ou Ação de Deus. E o Verbo era formado de duas Energias Opostas que se complementavam sendo Energia Positiva e Energia Negativa, semelhante aos dois pólos de um Imã (Pedra Magnética). E o Verbo gerou um Espírito semelhante a espírito de homem, e assim, o Verbo se fez Espírito que veio a ser conhecido como o Cristo Cósmico. Viemos a conhecer na Terra que o Cristo Cósmico era chamado de Espírito Santo nas Escrituras Sagradas.Porém, o Cristo Cósmico, o Verbo e o Espírito de Deus eram um só, o mesmo Deus Todo Poderoso. O Cristo cósmico, através do Verbo, criou tudo o que existe ou já existiu. Céus e Dimensões e Universos foram criados pelo Cristo Cósmico. E o Espírito de Deus dividiu o Cristo Cósmico em dois seres semelhantes, porém. opostos um ao outro. E o ser que foi gerado do Cristo Cósmico passou a ser conhecido como a Virgem Cósmica, porquanto, o Verbo ou Corpo de Deus era formado por duas forças opostas que se complementavam. 

E disse o Cristo Cósmico: - Façamos o homem a nossa imagem e semelhança. A Terra já havia sido criada, porém, ela estava em uma Dimensão Espiritualizada que veio a ser conhecido como o Jardim do Éden. E Deus criou um homem que veio a ser conhecido como Adão, e assim como a Virgem Cósmica se derivou do Cristo Cósmico, Eva, se originou de Adão. E até hoje se vê o mistério da mulher ter 14 costelas e o homem apenas 13 costelas. Toda a Criação vivia em harmonia na Terra Espiritualizada e lá estavam as Árvores do Conhecimento do Bem e do Mal e a Árvore da Vida Eterna. Porém, quando Adão e Eva pecaram, por desobediência a Deus, a Terra saiu da Dimensão Espiritual e foi fechada a porta para a Dimensão Espiritual, aonde ficaram apenas as Árvores do Conhecimento do Bem e do Mal e a Árvore da Vida Eterna. Toda a Criação sofreu a consequência do Pecado de Adão e Eva, a Terra não sofreu nenhuma Maldição, apenas deixou de ser uma Terra Espiritualizada.

Adão e Eva se tornaram os Pais da Humanidade e os verdadeiros filhos de Deus segundo a carne,  pois, não nasceram de homem nem de mulher, mas, nasceram diretamente de Deus. Depois de terem muitos filhos, eles se multiplicaram em milhares na Terra. E anjos desceram a Terra e com os filhos de Adão e Eva, se originou milhares de filhos de toda raça que se conhece aqui na Terra. Adão e Eva teve origem no Paraíso conhecido como Jardim do Éden, porém seus filhos e sua descendência, nasceram na Terra materializada aonde os animais já não viviam em harmonia, mas cada um devorava ao outro para defender territórios ou para se alimentarem. E a punição dada a Adão e Eva atingiu toda a Terra, não por maldição, mas porque a Terra saiu do Plano Espiritual. Depois de séculos de Evolução na Terra, Adão e Eva vieram a ser conhecidos nos tempos mais atuais como: Jesus o Messias e Maria de Nazaré, a mãe de Jesus. Porém, Jesus o Adão do princípio, no seu altíssimo grau de Evolução, foi constituído por Deus como Príncipe da Paz, Pai da Eternidade, Deus Conosco e Reis dos Exércitos nos céus. E o Pai Cristo Cósmico veio e habitou nele, se fazendo com ele um só. E por isso, Cristo afirma: - Eu e o Pai somos um, pois, eu estou no Pai e o Pai está em mim. E é por isso que os Profetas chamavam o Messias de Servo de Deus. E ainda mais, Jesus dizia - O Pai me ama porque dou a minha vida para a tomar de volta. Ninguém a tira de mim, eu mesmo a dou e depois torno a toma-la, isso aprendi de meu Pai. O Cristo Cósmico é Onipresente, está em todos, porém, só se manifestou ao mundo através de Jesus o Messias. Porém, o Cristo Cósmico, o Espírito Santo de Deus, nos últimos séculos, se manifestou na Virgem Maria a antiga Eva que até os dias atuais manifesta a sua presença ao mundo. Lembrando que o Verbo, o Corpo de Deus, já manifestava as duas forças opostas que vieram a ser conhecidas pelos homens como: O Cristo Cósmico e a Virgem Cósmica. sendo as duas forças um só corpo, o Corpo de Deus. Muitos homens acreditam que o Homem é produto de Evolução dos macacos e de outros animais, porém, mais de 6000 anos se passaram e não se tem notícia nenhuma sobre a mudança do homem para outro tipo de animal ou de macaco para homem. E o Mistério de onde viemos e para onde vamos continua uma pergunta sem fim. E só Deus tem todas as respostas das perguntas sobre todas as nossas ilusões, pois, Deus toma para si as nossas ilusões e faz vir sobre nós os nossos temores.
Respondeu Jesus: "Se alguém me ama, guardará a minha palavra. Meu Pai o amará, nós viremos a ele e faremos nele morada. (João 14, 23)
Não crês tu que eu estou no Pai, e que o Pai está em mim? As palavras que eu vos digo não as digo de mim mesmo, mas o Pai, que está em mim, é quem faz as obras.
Crede-me que estou no Pai, e o Pai em mim; crede-me, ao menos, por causa das mesmas obras.
E, pondo-se a caminho, correu para ele um homem, o qual se ajoelhou diante dele, e lhe perguntou: Bom Mestre, que farei para herdar a vida eterna?
E Jesus lhe disse: Por que me chamas bom? Ninguém há bom senão um, que é Deus.
Marcos 10:17,18
"Vocês me ouviram dizer: Vou, mas volto para vocês. Se vocês me amassem, ficariam contentes porque vou para o Pai, pois o Pai é maior do que eu. (João 14, 28)
Naquele dia conhecereis que estou em meu Pai, e vós em mim, e eu em vós. (João 14, 20)

Às vezes você me pergunta
Por que é que eu sou tão calado
Não falo de amor quase nada
Nem fico sorrindo ao seu lado
Você pensa em min toda hora
Me come, me cospe, me deixa
Talvez você não entenda
Mas hoje eu vou lhe mostrar
Que eu sou a a luz das estrelas
Eu sou a cor do luar
Eu sou as coisas da vida
Eu sou o medo de amar
Eu sou o medo do fraco
A força da imaginação
O blefe do jogador
Eu sou, eu fui, eu vou
Gitâ, Gita Gita Gita!
Eu sou o seu sacrifício
A placa de contra-mão
O sangue no olhar do vampiro
E as juras de maldição
Eu sou a vela que acende
Eu sou a luz que se apaga
Eu sou a beira do abismo
Eu sou o tudo e o nada
Por que você me pergunta?
Perguntas não vão lhe mostrar
Que eu sou feito da terra
Do fogo, da água e do ar
Você me tem todo o dia
Mas não sabe se é bom ou ruim
Mas saiba que eu estou em você
Mas você não está em mim
Das telhas eu sou o telhado
A pesca do pescador
A letra "A" tem meu nome
Dos sonhos eu sou o amor
Eu sou a dona de casa
Nos "peg-pagues" do mundo
Eu sou a mão do carrasco
Sou raso, largo, profundo
Eu sou a mosca da sopa
E o dente do tubarão
Eu sou os olhos do cego
E a cegueira da visão
É, mas eu sou o amargo da língua
A mãe, o pai e o avô
O filho que ainda não veio
O início, o fim e o meio